HOME
Projeto desenvolvido para a Bolsa Pampulha - Museu da Pampulha - Belo Horizonte
OBELISCO
Obelisco
Projeto de instalação para o anexo do Museu de Arte da Pampulha
Placas de compensado e sarrafo
310 x 350 x 380 cm
2014
A proposta era abordar a arqueologia dos recursos manifesta na oposição entre a matéria da
geologia e a projeção humana, estudando o momento de aceleração de crescimento, que opõe de um lado o testemunho desta matéria, a anti-história, e de outro a mineração, como atuação humana pela indústria pesada se infiltrando no espaço inabitado.

Este solo testemunha um evento já ocorrido nos continentes do norte, enquanto no eixo sul parece haver ainda um confronto mais voraz entre natureza e nação, especificamente na América do Sul.

O trabalho foi pensado como uma investigação da expressão Retórica da paisagem, por ser exatamente uma construção, como relação de mundo e sua representação conceitual.

Durante minha pesquisa da paisagem e das consequências tecnológicas dos recursos da mineração, ficou evidente para mim a transformação destes recursos em um ativo governamental, e que a própria história da nação, da construção do país, era também um recurso profundo do subsolo.

Este trabalho, esta contraforma de um obelisco enterrada propagando um volume vazio dentro do solo procura demonstrar essa ideia, este conceito de que a matéria transformada em acontecimento político era um dos temas desta pesquisa do choque entre ocidente e mundo
extra ocidental, que viria a pautar minha pesquisa daí em diante, como síntese daquela busca da desconstrução do discurso da imagem, esta, transformada na ideia de ocidente.